20/11/2011

Música, encontro e emoção no V Canta FESP/CPN

A música “Pelos Cantos”, dos compositores Kiko Zamarian e Tavinho Lima, de Mococa, foi a grande campeã do V Festival da Canção Canta FESP CPN, que reuniu festivaleiros premiados como Zé Alexandre, Zé Beto Correia, Ruth Glória e Ivania Catarino, além de grandes músicos de Passos e região em uma noite de apresentações que encantou o público, nesta sexta-feira, no salão social do CPN.


O evento começou com a apresentação de Márcia Cherubim, da cidade de São Paulo, que interpretou a música “Vida Seca”, que ficou em terceiro lugar. Na sequencia, outros quinze participantes se apresentaram com uma rica variedade de sons, instrumentos e talentos que tornaram a disputa muito acirrada. “Foi um encontro de grandes composições e dos grandes vencedores de festivais off road, que a mídia não divulga. Neste ano foi “bravo”, muita musica boa”, avalia o compositor Zé Alexandre, que já participou de edições anteriores

Dezessete composições foram selecionadas para a final, porém, um dos candidatos não compareceu.

A cidade de Passos teve três finalistas: Cledson Borges, que ofereceu a música “O Brilho dos Olhos Teus”, para a namorada Talita; Samuel Rabay, que agitou o público com a animada “Uma Canção Só Minha” e Fabio Sedicla, cuja música “Teu Sonho Sonhará”, interpretada por Rodrigo Rocha, Silas das Mercês e Lays (banda Bleing’s) ganhou o prêmio da Melhor Música de Passos.

O Festival da Canção Canta FESP teve início em 2007, por uma iniciativa do presidente do Conselho Curador da FESP. Desde então, o evento se consolidou como uma grande oportunidade de trazer a Passos grandes nomes do circuito alternativo da Música Popular Brasileira.


Neste ano, o festival ganhou a parceria com o Clube Passense de Natação, aumentando ainda mais a estrutura preparada para as apresentações. “Neste ano tivemos a novidade da vinda do CPN para fazer o festival conosco então a FESP se sente realizada porque cumpre a função de levar cultura e criar um ambiente para estes compositores que muitas vezes não têm lugar para apresentar suas canções”, afirma Fábio Kallas. “Essa parceria é muito importante tanto para a FESP quanto para o CPN porque são duas instituições que visam a educação do ser humano como um todo, no esporte, no lazer e também culturalmente”, avalia o vice-presidente do CPN, Jeferson Parenti.

As coordenadoras do evento, professoras Leila Andrade e Silvia Maia também aprovaram a parceria. “É uma experiência inédita, porque a gente não está acostumada a fazer parcerias nos festivais, então a gente teve de se adequar e deu tudo certo. O Fernando (diretor social do CPN) correspondeu ao que a gente estava precisando então foi muito bom”, avalia a professora Leila Andrade. “A cada ano a gente vê a cidade de Passos valorizando mais a Música Popular Brasileira e isso é muito gratificante”, completa Silvia.

O evento também teve como homenageado o músico Leréia, que fez história em Passos e região com uma longa carreira de belas apresentações, mesmo após perder um braço em acidente de carro. A partir deste ano, o troféu de primeiro lugar do Canta FESP CPN vai levar o nome do compositor que faleceu há pouco tempo.

O corpo de júri que teve a difícil tarefa de selecionar as canções foi formado pelo o advogado e músico Dener Serafim Mattar, pelo economiário José Genebaldo Macedo, o Zé do Dio; pela instrumentista do Coral Arte em Si, Melanie Aoun Assad Medeiros; pela pianista Júlia Isabel Pádua Andrade Pereira; pelo músico Marcelo Nascimento Andrade que também competiu nos antigos festivais de música passense, na década de 80; pelo advogado, intérprete e compositor Charles Oliveira Pereira e pelo colunista Mark Piassi, que participou de vários grupos musicais como Quarteto Mara, Equus Club e Bandão da Ardeia.

“O nível do festival foi muito bom, espero que o evento prossiga A música é uma arte que abrange a todos, não conheço alguém que não goste de música, então é importante que seja mantido e que nós tenhamos festivais de música para sempre aqui em Passos porque é uma coisa que já existia, mas ficou parada por muito tempo e a FESP teve essa idéia de voltar e voltou com tudo, foi muito bom”, avalia Dener Mattar.

Durante o intervalo o professor Anderson Jacob Rocha e o músico Renatinho Pádua deram uma “canja” com várias interpretações, que surpreenderam. Uma delas contou com a participação especial de Vandete Cerqueira, que cantou Carinhoso. “O Festival é um lugar de grandes encontros”, resume o músico Marcelo Andrade, um dos jurados da noite.

Prêmios
Os cinco primeiros lugares receberam prêmios em dinheiro: 1º lugar 5.000 reais, 2º lugar 3.000 reais, 3º lugar 1.500 reais, 4º lugar 1.000 reais e 5º lugar 500 reais, além de um instrumento musical para o melhor intérprete.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO
1º Lugar –“Pelos Cantos” - Kiko Zamarian e Tavinho Lima, de Mococa
2º Lugar –“Sonho de Imigrante” – Zé Alexandre, do Rio de Janeiro
3º Lugar –“Vida Seca” – Márcia Cherubim, de São Paulo
4º Lugar –“Casa dos Espelhos” – Carlos Gomes e Ivânia Catarino, de Praia Grande.
5º Lugar –“Dançando com Leões”, Zé Beto Correia, de Belo Horizonte
Melhor Canção de Passos:“Teu sonho sonhará” (compositor: Fábio Sedicla e intérpretes: Rodrigo Rocha, Silas das Mercês e Lays, da banda Bleing's.)
Melhor Intérprete:Achiles Neto e Marcus Marinho, que competiram com a música “Agonilia”.

FONTE: passosnews.com

ver todas as notícias